quarta-feira, 13 de setembro de 2017

O que a meditação pode te ensinar

 foto: arquivo pessoal 


Com origem  em tradições orientais, como o yoga e budismo, a meditação  busca treinar nossa atenção e foco, além de nos oferecer  uma capacidade natural de consciência e sintonizar mudanças positivas na vida.
A meditação,vem sendo usada e explorada pela ciência com o intuito de aumentar o bem- estar e diminuir o estresse, ansiedade e outras doenças. Meditar que significa “tratar ou curar” é também uma forma de aumentar nossa vitalidade e experiências com a mente e alma, criando uma conexão com a riqueza da vida e o ser.
Com a meditação aprendi a:

Ter pensamentos positivos:
Sempre tive ótimos pensamentos, graças ao meu pai que sempre influenciou, porém depois da meditação esses pensamentos afloraram mais e mais. É como se você percebesse que problemas e conflitos podem ser solucionados de forma simples e sem causar danos.

Eliminar a ansiedade:
Sempre fui ansiosa desde que me lembre. Com a meditação, acredite, eu conseguir me manter tranquila, em paz  e  aceitar as coisas, que eu não poderia mudar, que acontecia ao meu redor.

Observar, pensar antes de falar e silenciar:
Observadora meio que sempre fui, porém devido a ansiedade sempre falei o que vinha a minha mente. Hoje eu continuo observadora, mas melhorei muito no quesito de falar, preocupo agora se a pessoa vai entender diferente do quero dizer, se a pessoa não vai ficar chateada ou mesmo se é o certo dar opinião no momento.

Ser feliz nos pequenos momentos da vida:
Acho incrível ver uma semente germinar, uma planta crescer, um passarinho construindo seu ninho. Pequenos momentos que passam nos mostrar como somos seres incríveis e como esse universo grandioso é maravilhoso.

Fiquei mais consciente do que estava comendo.
Além de notar cada sabor nas mordidinhas, consegui sentir que não me agradava  mais alguns alimentos que causavam mau ao meu corpo. Procurei experimentar alimentos naturais e orgânicos e acabei apaixonando por eles.

Colocar-se no lugar do outro:
Não podemos controlar a atitude do próximo, principalmente porque em maioria nem os próprios conseguem, mas que somos nós para julgar a atitude e a força do outro? Colocar-se no lugar do outro é ter empatia e humanizar-se.

Perdoar:
Perdoar não quer dizer dar uma segunda chance, porque para isso você também deve sentir. Perdoar é perceber que como seres imperfeitos,  o outro erra mas nós também erramos e perdoar é uma forma de ser livre e ter paz consigo mesmo.