quarta-feira, 25 de outubro de 2017

O equilíbrio da vida na patinação no gelo


Começo desse ano fui patinar no gelo com minhas amigas. Eu que não sei nem patinas na terra asfaltada, peguei coragem e fui.
Estudei o lugar primeiro, as pessoas, já estava com coragem.
Peguei o patins, coloquei os equipamentos de proteção e claro entrei na pista quase tomando um escorregão.

Apareceu um moço, me deu a mão.
Ele disse que devia colocar meu corpo no meio e andar, primeiro um pé, depois o outro e assim eu iria me dar bem.
Engraçado como tudo na vida temos de ter um certo equilibrio neh? Naquele momento tive de esvaziar minha mente, concentrar no meu corpo, no chão, no gelo e no patins.
Afinal de contas, não é isso que fazemos quando queremos algo? Nos concentramos e dedicamos custe o que custar?
O moço simpático soltou minha mão e eu fui… patinando meia hora sem cair, até porque se eu caísse ia me levantar. 

O gelo, eu, o patins, os equipamentos formavam a união da diversão.
Com equilíbrio nos pensamentos e com a vontade de aprender tudo se torna possível.